Bolsonaro afirma que acabará com indulto natalino para presidiários em seu governo

“Se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último”. Essas palavras foram escritas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) nesta quarta-feira (28) em uma conta no Twitter, a respeito do indulto natalino, benefício concedido a presidiários a saírem da cadeia no final do ano para passar a data com seus familiares. O militar deixou bem claro que em seu governo não haverá mais esse benefício e que se comprometeu com a população ser rígido no âmbito da segurança pública.

“Fui escolhido presidente do Brasil para atender aos anseios do povo brasileiro. Pegar pesado na questão da violência e criminalidade foi um dos nossos principais compromissos de campanha. Garanto a vocês, se houver indulto para criminosos neste ano, certamente será o último”, afirmou.

Benefício volta a ser julgado pelo STF

No mesmo dia em que Bolsonaro faz a declaração em seu Twitter, o Supremo Tribunal Federal (STF) retomou o julgamento da constitucionalidade do induto natalino alterado em dezembro do ano passado pelo então presidente Michel Temer.  Temer definiu que só receberia o benefício quem cumprisse um quinto da pena em casos de crimes de baixa gravidade.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s