Evento gratuito debate o estresse como fator de risco no trabalho

Para evidenciar ainda mais o tema “estresse como fator de risco no mercado de trabalho”, no dia 28 de abril, das 9h às 12h, a Graphos Assessoria & Treinamento vai promover evento gratuito na Lumina Corporate – sala de convenções (Rua Coronel Bernardino de Melo 2201). O evento é em homenagem ao Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidente de Trabalho, e trará também formas de como controlar e aliviar os sintomas.

A farmacêutica Roberta Flavia de Souza viveu o afastamento do trabalho por conta do elevado nível de estresse. Para ela, é importante colocar holofote nessa questão. “É positivo falar sempre sobre os transtornos causados por estresse no trabalho. Não é simples aceitar que você está sofrendo por conta do estresse e não é fácil admitir a necessidade de se afastar da atividade profissional”, conta. Roberta Souza ficou 15 dias fora do emprego, amparada por um laudo médico.

“A palestra interativa ‘Acidente de Trabalho: o estresse como fator de risco’ será um momento em que vamos conscientizar profissionais de recursos humanos, da área de saúde, e de segurança do trabalho, além de pessoas em geral, para como o estresse impacta as empresas, os indivíduos e como as empresas podem planejar a minimização dos impactos do estresse nos indivíduos e na própria organização, explica a psicóloga, mestre em Psicologia Social, Especialista em Gerenciamento do Estresse pelo International Stress Management Association (ISMA/BR) e professora universitária, Fátima Antunes.

A psicóloga Antunes conta que o estresse é o principal fator de risco à saúde do trabalhador atualmente. “Não só pelas questões da empresa, mas pela vida cotidiana. É um acúmulo de situações que culminam no estresse. Devemos pensar que o indívíduo não é um ser isolado, físico, psicológico e social, ou seja, esses fatores atuam em conjunto na pessoa”, frisa.

O que fazer para controlar o estresse no ambiente de trabalho? Qual é o caminho a seguir? Antunes diz que antes de tudo é preciso entender o que é estresse, o que ele causa e qual é maneira capaz de aliviar os seus sintomas. “Tudo isso tem um cunho bastante individual, deste modo o autoconhecimento é fundamental”, recomenda Antunes.

A assistente social Ana Paula Monteiro trabalha há 26 anos com segurança do trabalho e diz que os casos de afastamento do trabalhador do ambiente profissional, por causa do estresse, estão numa crescente. “Observo que muitas das vezes o estresse vem sendo gerado dentro da própria empresa, em decorrência da má gestão e das cobranças de metas impossíveis de serem alcançadas”, avalia.  Ana Monteiro comenta que o estresse impacta tanto o trabalhador quanto à empresa, porque o funcionário sofre com as enfermidades desenvolvidas e a empresa perde com os custos gerados pelo afastamento do colaborador.

O trabalhador com elevado nível de estresse sofre também com a perda da memória, da atenção, apresenta doenças constantes e variadas, impaciência, dificuldades nas relações interpessoais entre outros aspectos. “É importante que as empresas observem excessos de faltas e afastamentos em um mesmo departamento, redução da produtividade, aumento no número de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, associadas ou não aos transtornos mentais e de comportamento”, aconselha a psicóloga Antunes.

E quanto à alta competitividade e a constante necessidade de se adaptar às novas tecnologias no desenvolvimento do trabalho? Também estão no grupo de fatores de risco? Segundo Antunes, para algumas pessoas sim, especialmente os das gerações X e Y. Já para a geração Z, nem tanto, pois já nasceu neste ritmo e se adapta rapidamente às novas tecnologias.  O que significa que a faixa etária também é determinante para as fontes e reações de estresse. “Mas, é possível que para a geração Z, a falta da tecnologia seja um fator estressor”, observa.

As vagas são limitadas. Para participar, basta acessar o link https://goo.gl/mGqKM2.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s