Caso Mariele: mais uma tragédia

Olá, minhas amigas e meus amigos. É com enorme tristeza que temos acompanhando mais um caso de violência no Rio de Janeiro. A morte brutal da vereadora Marielle Franco ganhou repercussão negativa para nosso estado e país a nível mundial, e como representante das mulheres negras na Câmara Federal, me sinto extremamente consternada e indignada com mais essa tragédia.

No dia deste triste acontecimento, eu estava representando a Câmara Federal na 62ª sessão da Comissão da Condição Jurídica e Social da Mulher do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, nos EUA. Lá, discutíamos os desafios e oportunidades para se alcançar a igualdade de gênero e justamente uma das pautas em discussão foi o combate à violência e a luta por igualdade de direitos, pois acreditamos que não podemos mais permitir que nós mulheres sejamos excluídas da tomada de decisões dos nossos países, ou que sejamos agredidas, violentadas e mortas sem que providências efetivas sejam tomadas para acabar com isto.

Inevitavelmente, outro debate girou em torno de questões relacionadas à igualdade e a violência contra a mulher que foi de encontro ao brutal assassinato da vereadora carioca Marielle, que, além de entrar para as estatísticas para mais um caso de mulher negra oriunda de periferia morta do Brasil, ainda pode sinalizar para grave atentado à nossa democracia, por conta de denúncias que a vereadora havia levantado recentemente.

Nesse momento tão deliciado, precisamos, em primeiro lugar, respeitar a memória desta mulher, guerreira, que foi eleita democraticamente com mais de 46 mil votos em sua primeira candidatura e que certamente, tinha pela frente uma brilhante carreira política.

Além disso, a sociedade precisa se unir e cobrar que este crime bárbaro seja solucionado o mais breve possível.

Temos visto algumas manifestações sendo realizadas de forma um tanto quanto hostis, inclusive com vandalismos, como por exemplo as pichações com imagens de ódio realizadas na fachada da Câmara de Vereadores do Rio. Esta forma de protesto não é compatível com quem clama por Justiça, pois está infringindo as leis.

Não podemos nos calar diante de mais esta atrocidade, por isso, seguirei acompanhando de perto as investigações confiando na capacidade e competências das polícias, que estão claramente e completamente empenhadas na identificação e prisão dos culpados, dentro do rigor da lei.

Aos familiares e amigos da parlamentar, externo enorme sentimento de pesar e consternação.

Até a próxima e que Deus nos abençoe e proteja!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s