Libertadores: Rubro-Negro estreia na fase de grupos de competição continental. Duelo diante de equipe argentina, tricampeã do torneio, será com portões fechados no Nilton Santos

Flamengo encara nesta quarta-feira seu maior desafio neste início de temporada. Objetivo e obsessão do clube, a Libertadores começa diante do River Plate, às 21h45, no Nilton Santos. O duelo, válido pela fase de grupos, não terá a presença da torcida. O Rubro-Negro cumpre punição nos dois primeiros jogos do torneio por conta dos episódios de violência e vandalismo na final da Sul-Americana do ano passado.

Em 2018, o clube tem no comando da equipe Paulo César Carpegiani, o treinador na única conquista do torneio, em 1981. Amor antigo do Flamengo, a Libertadores não tem trazido boas lembranças para os torcedores nos últimos anos. A equipe caiu nas últimas três participações consecutivas de forma precoce, na fase de grupos. Agora, tenta espantar esse fantasma.

Flamengo – Técnico Paulo César Carpegini
Para descansar os titulares para a estreia desta quarta-feira, Paulo César Carpegiani utilizou time reserva no fim de semana (derrotado por 4 a 0 para o Fluminense). O time base titular em 2018 será mantido, com exceção do volante Cuéllar, que cumpre suspensão nos dois primeiros jogos do torneio continental. Jonas foi eleito o substituto direto.

O Rubro-Negro fez mais dispensas que contratações para esta edição da Libertadores. Saíram jogadores que terminaram a participação de 2017 como titular, casos de Rafael Vaz, Gabriel e Márcio Araújo. O argentino Mancuello foi vendido para o Cruzeiro.

Suspenso: Cuéllar

Com um elenco pomposo e alto investimento, o River Plate desembarcou no Rio de Janeiro cercado de desconfiança. Tudo por conta do início ruim de temporada. A equipe ainda não deslanchou, os reforços estão em débito, e os “Milionários” ocupam a preocupante 21ª colocação no Campeonato Argentino.

O técnico Marcelo Gallardo não poderá contar com Gonzalo Martinez nem Ariel Rojas no setor ofensivo. Ambos estão lesionados. Outro desfalque é o meia Nacho Fernandez, que terá que cumprir suspensão.

O árbitro Michael Espinoza apita o jogo, auxiliado por Jonny Bossio e Coty Carrera. O trio é do Peru.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s